quinta-feira, 21 de abril de 2011

Centésima postagem nesse blog... Pois é... Quando comecei a postar meus textos aqui não achei que fosse chegar a tanto, na verdade devo confessar que por algumas vezes estive perto de exclui-lo. Mas não o fiz e veja onde cheguei... Agradeço a todos que leram as palavras escritas nessas 100 postagens, não é muita coisa e não sentimentos reais, mas disseram-me várias vezes que são palavras bonitas, por isso as deixo aqui. Mais uma vez obrigado e, caso não tenha mais nada de util para fazer, pode passar por aqui mais vezes...




Quantas vezes você dormiu implorando aos céus
Que eu te considerasse a menina dos meus olhos?
Quantas vezes derramou lágrimas
E quis que elas me tocassem?
Quantas vezes gritou ao vento
Querendo que pelo uma vez sua voz me alcançasse?
Mas sinto lhe dizer que foi tudo inútil.
Não precisava ter feito nada;
Não precisava ter rogado aos céus, chorado ou gritado.
Estou do seu lado e não pretendo ir embora.
Eu escuto seus sussurros;
Eu choro seu pranto;
Mas a menina dos meus olhos você não é.
Você é meu céu! Sim, meu céu.
Pois se vejo estrelas em seus olhos;
Se seu perfume me acerta como cometas viajando pelo universo;
Se o calor que meu corpo sente quando estou com você
É mais quente que o calor do Sol;
Se o astro do meu mundo é você;
Então que outra coisa poderia ser se não meu Céu?

2 comentários:

Kaline disse...

Você acabou de descrever minha visão do paraíso que só tenho quando te sinto =)
E que bom que não deixou de escrever neh!! Meu poeta preferido!! Quero ser sempre sua aprendiz!
te amo!

bárbara disse...

parabéns pela postagens, todas são lindas, um dia também pretendo completar 100!